Make your own free website on Tripod.com

História do Futsal

A arte de chutar por esporte é remonta à eras dos Bárbaros, que, após delogar suas vítimas, usavam as cabeças das mesas para promover o que podemos chamar de um verdadeiro "" Quebra Canelas "" : todos tentando chutar, disputando na força física e na corrida o melhor posicionamento para isso. Assim, o homem, que antes mesmo de nascer chuta constantemente a bariga da mãe, inventou na evolução dos tempos o esporte futebolde campo. E foi baseado neste tão amado futebol de campo de campo que nasceu o futebol de salão, cujos primeiros relatos datam da décadas de 30 onde em decorrência da falta de espaço para a prática do futebol varzeano, o mesmo acabou sendo adaptado ás quadras de basquetebol e pequenos salões. As primeiras regras foram formulados pelo professor Juan Carlos Ceriani da Associação Cristã de Moços ( Acm ) de Montevidéu, baseada no futebol, Handebol, basquete e pólo aquático de modo que se pode dizer queo esporte nasceu no Uruguai . Em um curso promovido pelo Instituto Técnico da federação Sul - Americana de ACMs, representantes de países da America do Sul receberam cópias destas regras, entre eles alguns Brasileiros, como Asdrúbal Monteiro, João Lotufo e José Rothier. Assim, ainda na década de 30, o futebol de Salão dava suas primeiras engatinhadas no Brasil em um intercâmbio entre ACMs do Rio de Janeiro e de São Paulo, quando as regras ainda  não eram bem definidas e se jogava com seis ou sete elementos em cada equipe. Isso começou a mudar apartir de um artigo de Roger Grain na Revista de Educação Física nº6 em 1937, onde foram públicadas normas de  regulamentação para o futebol de Salão. Habib Mahfuz, Francisco Gil Claudio, Affonso Bullara e Vinicios Vanucchi foram alguns jovens da décadas de 30, Sócios da ACM, que contribuíram muito para o desenvolvimento do futebol de Salão. No ano de 1942, criou-se em São Paulo, na ACM, a comisão de futebol de Salão, e o esporte foi chegando aos clubes recreativos e escolas regulares, difundido-se sua prática e criando-se a necessidade de unificação das regras. O primeiro campeonato aberto organizado por esta comissão estimulou a necessidade de formação de entidades ofisiais e, assim, em 1954, foi fundada, no Rio de Janeiro, a Federação Metropolitana de futebol de Salão e no ano seguinte, em São Paulo, a Federação Paulista. Estas Federações foram responsáveis pelos primeiros intercambios salonistas no Brasil. Em 1958, a Confederação Brasileiro de Desportos (CBD) oficializou a prática do futebol de Salão em todo o país, criando o Conselho téncnico de Futebol de Salão, ao qual filiaram-se as Federação Estaduais. A partir de então procurou-se unificar ainda mais as regras de jogo com objetivo de realizar-se competições de nível nacional com a participações de clubes e seleções estaduais. Em 1960 e 1970, com a fundação da Confederação Sul-Americana de Futebol de Salão, o esporte conquistava o continente, promovendo os primeiros campeonatos Sul-Americanos de clubes e seleções nacionais, sendo que neste segundo realizado em 1964 em Assunção, no Paraguai, ou selecionado deste mesmo país venceu o campeonato. Com a criação da Federação Internacional de Futebol de Salão (FIFUSA), fundada no Rio de Janeiro, em princípios da décadas de 70, e cujo o presidente era João Havelange aconteceram, os primeiros campeonatos pan-americonos e mundiais de clubes e seleções.             

introdução ] [ drible ] [ passe ] [ quadra ] [ regras ]